Segunda-feira, 6 de Abril de 2009

A TRADIÇÃO DE SEGUNDA-FEIRA DE PÁSCOA EM ÉVORA

 As mutações  verificadas na vida quotidiana, desde o aumento do número de habitantes e consequente descentralização da população do Centro Histórico, fizeram com que se fossem perdendo muitas tradições.

Também as alterações dos horários e dos dias feriados fizeram com que a hora e local do almoço de Segunda-Feira de Páscoa ou da Festa não se realizasse em muitos casos em conjunto, tal como sucede diàriamente.

Por isso  e, entre outras causas, o tradicional almoço do borrego no campo  deixou de se efectuar.

Nesses  tempos desde  bem cedo que as Estradas das saídas da Cidade apresentavam um corropio de gente, de miúdos a graúdos , que conforme os seus hábitos se deslocava  para os sítios que considerava mais aprazíveis nos arredores de Évora.

As pessoas levavam  os farneis, pequenas cadeiras e mesas, bolas, rings, baralhos de cartas entre outras coisas para  um dia que se pretendia e esperava fosse passado no campo  em festa, convívio e amizade e, ao mesmo tempo encher os pulmões de ar puro.

O Alto de São Bento era o local que reunia a maior afluência dos Eborenses ou os da Cidade como era vulgar dizer-se.

Chegados ao local cada família ou grupo depois de estender as toalhas e colocar os seus farneis colocava à disposição dos amigos , e não só, os seus manjares e  ao mesmo tempo mostrava as habilidades na confeccão da boa gastronomia Alentejana.

Nestes convívios também não faltavam os cânticos e a música que davam origem a improvisados bailaricos.

Assim neste dia em que recordamos a tradicional segunda-feira de festa ou de Páscoa e, por que recordar é viver mesmo que nem todas as recordações sejam boas,  relembramos aos  mais antigos  e informamos os mais novos o que aconteceu em meados da década de quarenta do século passado.

Nessa segunda-feira estava um dia maravilhoso com um sol radiante, pelo que foram muitas as pessoas que se deslocaram para o campo , a fim de saborearem os belos ensopados e os assados de borrego, acompanhados de uma boa pinga  e respirando os  melhores ares campestres.

Contudo como não há bela sem senão, inesperadamente e subitamente desabou , sobre Évora, uma grande trovoada que encharcou tudo e todos fazendo  com que terminasse da pior maneira um dia que era aguardado para ser de festa, convívio e alegria.

Muitos dos farnéis ficaram destruídos, talheres e apetrechos  espalhados por tudo quanto era sítio e,  as pessoas todas molhadas com as roupas coladas aos corpos com mais reflexo nas mulheres que vestiam vestidos e blusas de chifons, sedas e cambraias.

Este acontecimento dando razão ao velhinho adágio popular em "Abril Águas de Mil" serviu também para que outros dissessem que não sendo lavradores não possuiam nenhuma seara nas costas, pelo que a água não tinha  vindo a propósito.

Actualmente no que diz respeiro à Cidade de Évora apenas uma pequena percentagem respeita esta tradição.

Por outro lado em certas Localidades de menor densidade populacional  ainda existe esta tradição e, noutras a comemoração realiza-se na segunda-feira de Pascoela.

Para finalizar dizemos que oportunamente iremos debruçar-nos sobre outras tradições.

ARMANDO RIBEIRO

 

publicado por armandoribeiro às 21:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. INFORMAÇÃO

. FOTOS, IMAGENS, DOCUMENTO...

. FOTOS, IMAGENS e DOCUMENT...

. PEREGRINAÇÃO A FÁTIMA

. FADO É VIDA

. ANO JUBILAR DA MISERICÓRD...

. PARA 2016

. MADRE TERESA DE CALCUTÁ

. PAPA FRANCISCO

. ANO DA MISERICÓRDIA

.arquivos

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Dezembro 2017

. Setembro 2016

. Junho 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.contador

free counters

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds