Domingo, 7 de Outubro de 2012

RELÍQUIAS DE SÃO JOÃO BOSCO EM ÉVORA

 

Como apontamento final sobre a passagem das Relíquias de São João Bosco, pela Cidade de Évora, informamos que fazendo parte do Programa decorreu na noite do dia 17 de Setembro de 2012 na Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora uma Vigília de Oração.

A mesma que começou quando passava pouco das 22 horas incluiu uma interpretação sobre a Vida de Dom Bosco,  pelo Padre José Jorge (Director da Escola Salesiana de Évora) e pelos Professores Victor Fialho e Carlos Capelas, bem como um espaço dedicado aos Antigos Alunos do Oratório de São José (actual Escola Salesiana de Évora), que apresentaram testemunhos sobre as suas vidas relacionados com São João Bosco.

Por isso e por julgarmos de interesse divulgar tão iexcelente como dignificante iniciativa publicamos os referidos textos.

 

:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-

 

 Começamos com João Carapito,

 

 por ter sido ele que iniciou a Vigília de Oração.

 
 
Meus amigos, meus irmãos, Família Salesiana
Estamos aqui reunidos nesta bela igreja dedicada à Virgem Auxiliadora, para louvarmos e bendizermos o Senhor da História, por D. Bosco e com D. Bosco.
Quem nos diria, que no nosso tempo, teríamos a honra, a alegria e o privilégio de termos connosco as relíquias daquele que foi e continua a ser Pai e Mestre dos JOvens? Por isso, como família: salesianos, alunos e familiares, paroquianos, cooperadores e antigos alunos em cujo grupo gostosamente me incluo vamos, nesta noite abençoada, dizer publicammente a nossa gratidão a Deus, por meio de Maria e com D. Bosco, por tudo o que de bom recebemos, concretamente aqui, nesta casa, onde nos habituámos a ver o rosto terno da Maria Auxiliadora e simpático de S. João Bosco, nas imagens que ainda hoje aqui estão nesta igreja.
Cabe aos A.A. iniciar esta noite de oração de louvor e de súplica e vamos fazê-lo partindo da experiência de cada um, na década concreta em que por aqui passou.
Nós somos testemunhas de que também em Évora, se concretizam as palavras de D. Bosco, a respeito de todas as suas obras: "Foi Ela (Maria) que fez tudo", ainda que através de muitos benfeitores e amigos .
Ora se foi Ela quem fez tudo e mais ainda, se D. Bosco a certa altura terá dito que:
"vivemos em tempos divfíceis e necessitamos que a Santíssima Virgem nos ajude a conservar e defender a fé cristâ",permitam-me que vos recorde como este momento único, pode ser ocasião para invocarmos com fé a intercessão de Maria, nesta hora difícil da nossa história coletiva.
Seja como for, não saiamos daqui sem provocarmos mais um dos muitos milagres, das muitas graças, que Maria Auxiliadora quer certamente conceder aos seus filhos, por intermédio de D. Bosco.
A certeza de S. João Bosco de que "Maria nunca deixa as coisas a meio", nos leve a acreditar que um dia seremos realmente, aquilo que ele sempre desejou para os seus jovens: "bons cristãos e honestos cidadãos".
 
João Carapito.
 
:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-
 
 
Prosseguimos com Armando Ribeiro
 
 
por ter sido o segundo orador da noite
 
RELÍQUIAS DE SÃO JOÃO BOSCO
 
 17 DE SETEMBRO DE 2012 DIA ESPECIAL PARA ÉVORA E MUITO ESPECIALMENTE PARA OS SALESIANOS.

ASSIM NESTE DIA DE TANTO SIGNIFICADO PARA TODOS NÓS COMEÇO POR DIZER QUE SE HÁ ACONTECIMENTOS QUE JAMAIS PODERÃO SER ESQUECIDOS, NÃO HÁ DÚVIDA QUE NOS ENCONTRAMOS A VIVER, UM DESSES MOMENTOS POR SER ÚNICO NA VIDA EM TODAS AS SUAS VERTENTES.

OS SALESIANOS RADICARAM-SE NA CIDADE DE ÉVORA EM 1926, POR INCIATIVA DO SAUDOSO E ENTÃO ARCEBISPO D.MANUEL MENDES DA CONCEIÇÃO SANTOS.

MUITAS ALTERAÇÕES SE VERIFICARAM EM TODOS OS ASPECTOS, SENDO AS DIFERENÇAS BASTANTE SIGNIFICATIVAS PARA MELHOR, E AINDA BEM, PELO QUE REPRESENTAM PARA OS SEUS UTILIZADORES.

ENQUANTO AS OUTRAS ESCOLAS JÁ POSSUIAM ÁGUA CANALIZADA, NO ORATÓRIO A ÁGUA ERA DA NORA.

NORA QUE CHEGOU A SER CONSIDERADA UM DOS NOSSOS EX-LIBRIS.

A ÁGUA SEGUIA PARA UM DEPÓSITO RECTANGULAR DE CIMENTO COM TRÊS TORNEIRAS.

NOS INTERVALOS A RAPAZIADA TINHA QUE FORMAR EM FILA OU BICHA (COMO ENTÃO SE DIZIA) PARA BEBER O PRECIOSO LÍQUIDO QUANDO CHEGASSE A SUA VEZ.

CONTUDO OS QUE SUBSTITUISSEM O TRADICIONAL EQUÍDEO TINHAM PREFERÊNCIA NÃO NECESSITANDO DE SE INTEGRAREM NA FILA.

POR ISSO NUNCA FALTAVAM VOLUNTÁRIOS QUE EXERCIAM O SERVIÇO COM DESTREZA E ALEGRIA, PORQUE LHE FICAVA MAIS TEMPO LIVRE PARA PODEREM JOGAR À BOLA OU PRATICAR OUTROS JOGOS.

 NAS SALAS DE UM DOS EDIFÍCIOS ENTÃO EXISTENTES (BARRACÃO ADAPTADO A SALA DE AULAS)

NO INVERNO O FRIO E A CHUVA QUE OBRIGAVA A QUE SE TIVESSE QUE MUDAR DE LUGAR FAZIAM PARTE DO DIA A DIA.

OS ALUNOS QUE ALMOÇAVAM, A COMIDA TRAZIDA DE CASA, TINHAM QUE O FAZER NO BARRACÃO ONDE O PÓ ACOMPANHAVA COMO COMPLEMENTO O ALIMENTO DE CADA UM, DEVIDO AO APARECIMENTO DAS DENOMINADAS NUVENS DE POEIRA.

 NESSE TEMPO A MAIORIA ANDAVA DE PÉ DESCALÇO.

COM UMA ÚNICA EXCEPÇÃO QUANDO PARTICIPÁVAMOS NAS PROCISSÕES EM QUE USÁVAMOS SAPATILHAS OU ALPARGATAS.

DURANTE AS QUAIS MERECÍAMOS A ADMIRAÇÃO DE TODOS, QUER FOSSEM OU NÃO RELIGIOSOS.

CONTUDO A JUVENTUDE IRREVERENTE, BEM COMO OS ENSINAMENTOS E EXEMPLOS DE DOM BOSCO TRANSMITIDOS PELOS NOSSOS EDUCADORES RESOLVIAM AS CONTRARIEDADES SEM QUAISQUER EFEITOS NEGATIVOS.

DURANTE A SEMANA COM O FUNCIONAMENTO DAS AULAS A ALEGRIA DA MIUDAGEM ERA UM EXEMPLO, QUE CONTINUAVA AOS DOMINGOS. O PÁTIO ENCHIA-SE COM A RAPAZIADA A QUE SE JUNTAVAM JOVENS DE OUTRAS ZONAS DA CIDADE, DEVIDO À ABERTURA AO EXTERIOR, NÃO SÓ PARA ASSISTIREM À MISSA DOMINICAL, MAS TAMBÉM PARA ANTES JOGAREM À BOLA OU PRATICAR OUTROS JOGOS TRADICIONAIS DA ÉPOCA, DESDE O BERLINDE AO PIÃO.

 SÃO AS DIFICULDADES E OS BONS MOMENTOS QUE NORMALMENTE SE RECORDAM E MARCAM A VIDA DOS HOMENS E DAS MULHERES, O QUE TEM FEITO COM QUE A DEDICAÇÃO E DEVOÇÃO QUE SENTIMOS POR DOM BOSCO SEJA UMA REALIDADE.

NÃO É DEMAIS ENALTECER AS VIRTUDES E ENSINAMENTOS DE DOM BOSCO, PARA OS QUAIS NÃO HÁ PALAVRAS QUE OS CONSIGAM DEFINIR NA VERDADEIRA ACEPÇÃO, TORNANDO-SE POR ISSO CADA VEZ MAIS NECESSÁRIO SEGUIR E PRATICAR OS SEUS CONSELHOS E EXEMPLOS, BASEADOS NA EDUCAÇÃO E NA FORMAÇÃO, COMEÇANDO POR TODOS NÓS COMO MEMBROS DA FAMÍLIA SALESIANA.

COMO HOMENAGEM E RECONHECIMENTO AOS SALESIANOS SALIENTAMOS O NOME DO PADRE MORAIS,QUE ESTEVE EM ÉVORA 32 ANOS, DOS QUAIS 3 COMO DIRECTOR, CONSIDERADO UM SÍMBOLO PARA OS ANTIGOS ALUNOS DESSE TEMPO.

TAMBÉM NÃO SE DEVEM ESQUECER OS ALUNOS QUE NO DIA 3 DE MARÇO DE 1926 ENTRARAM PARA O COLÉGIO:

JOSÉ FRANCISCO FERREIRA (ZÉ DO BECO), ALEXANDRE AMARAL CAIADO, ANTÓNIO JOSÉ MIRA, BERNARDINO JOSÉ MIRA (BADICA) E JOSÉ AUGUSTO ALEGRIA, POR TEREM SIDO OS PRIMEIROS, SERVINDO DE BASE OU MULTIPLICADOR PARA QUE SEJA MUITO GRANDE O NÚMERO QUE SOMOS EM ÉVORA.

E MUITO MENOS TODOS OS BENFEITORES DESTE COLÉGIO, ALGUNS QUE ATÉ FIZERAM DOAÇÕES, NAS MAIS DIVERSAS FORMAS.

SOBRE ACONTECIMENTOS VAMOS CITAR APENAS MEIA DÚZIA, QUE MARCARAM A MINHA VIDA E A DE OUTROS ANTIGOS ALUNOS, POR JULGARMOS DE INTERESSE, PELO FACTO DE SEREM SÓ POR SI MAIS QUE SUFICIENTES PARA JUSTIFICAREM O QUE REPRESENTA A OBRA SALESIANA.

- TERMOS SIDO ALUNOS DESTA ESCOLA, NO MEU CASO ENTREI NO DIA 8 DE OUTUBRO DE 1945.

- TERMOS ASSISTIDO AO LANÇAMENTO DA 1ª. PEDRA DESTA IGREJA DE MARIA AUXILIADORA.

TER SIDO EM 8 DE DEZEMBRO DE 1965 QUE SE REALIZARAM OS PRIMEIROS DOIS CASAMENTOS NESTA IGREJA

COM A PARTICULARIDADE DE SEREM DE DOIS ANTIGOS ALUNOS SALESIANOS , AMBOS AQUI PRESENTES, E NUM DELES TER SIDO CELEBRANTE UM DOS PRIMEIROS ALUNOS DESTA ESCOLA (CÓNEGO JOSÉ AUGUSTO ALEGRIA).
COMO COMPLEMENTO DIZEMOS QUE ESTES DOIS ANTIGOS ALUNOS, (EU E O HELDER),SE DEUS QUISER E A LEI DA VIDA O PERMITIR, TEREMOS A FELICIDADE DE COMEMORAR AS RESPECTIVAS BODAS DE OURO NO ANO EM QUE SE VAI COMEMORAR O BICENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BOSCO (16 DE AGOSTO DE 1815)

TER SIDO A FILHA DE UM ANTIGO ALUNO A 1ª. CRIANÇA A SER BAPTIZADA NESTA IGREJA.

COMO TANTOS OUTROS TER CONCRETIZADO O SONHO DE CRIANÇA VISITANDO EM TURIM AS INSTALAÇÕES SALESIANAS: BASÍLICA, SANTUÁRIO DE MARIA AUXILIADORA, CAPELA PINARDI, DIVERSAS SALAS E APOSENTOS RELACIONADOS COM DOM BOSCO E O SEU TÚMULO.

TER TIDO O GRANDE PRIVILÉGIO DE EVOCAR, A 23 DE JULHO DE 2009, NA CAPELA PINARDI A VIDA E OBRA DE SÃO JOÃO BOSCO NO DIA EM QUE SE COMEMORAVAM 135 ANOS DO 1º. RECONHECIMENTO PELA SANTA SÉ DA CONGREGAÇÃO SALESIANA, ANTES DA MISSA CELEBRADA PELO REITOR DE SANTO ANTÃO PARA O GRUPO DA RESPECTIVA PARÓQUIA.

ESTARMOS HOJE JUNTO DAS RELÍQUIAS DE DOM BOSCO CONSEGUINDO-SE DESTA FORMA UM SONHO REDOBRADO PARA OS QUE JÁ VISITARAM TURIM E PARA OS OUTROS POR LHES TER SIDO PROPORCIONADO ESTE MOMENTO INESQUECÍVEL, PELO QUE APRESENTAMOS O NOSSO AGRADECIMENTO AO REITOR MOR DOS SALESIANOS, PADRE PASCOAL CHÁVEZ, QUE PROPÔS QUE UMA PARTE SIGNIFICATIVA DAS RELÍQUIAS DO APÓSTOLO DA JUVENTUDE VISITASSE TODA A CONGREGAÇÃO, NOS 132 PAÍSES ESPALHADOS PELO MUNDO.

TERMINAMOS DIZENDO QUE O ENSINO, COMO TODAS AS COISAS, TÊM SOFRIDO ALTERAÇÕES E MODIFICAÇÕES QUE CONTINUARÃO NO FUTURO ATRAVÉS DAS DENOMINADAS REFORMAS.

CONTUDO OS PRINCÍPIOS TERÃO QUE SER OS MESMOS EM QUE DOM BOSCO SE BASEOU PARA QUE TUDO O QUE DE BOM NOS FOI LEGADO NÃO SEJA DESTRUÍDO, A FIM DE QUE NÃO SE PERCA A ALMA E OBRA SALESIANA.

 COMO SÃO JOÃO BOSCO DIZIA MELHOR QUE FALAR É DAR O EXEMPLO, PELO QUE FINALIZAMOS ESPERANDO QUE ASSIM ACONTEÇA E, QUE A PASSAGEM DAS RELÍQUIAS DE DOM BOSCO POR PORTUGAL, EM MAIS UM DOS MOMENTOS DIFÍCEIS DO PAÍS, SEJA O BÁLSAMO PARA A CURA DAS FERIDAS E DIFICULDADES QUE SE ESTÃO SOFRENDO E SUPORTANDO.

 

VIVA DOM BOSCO

 

Armando Ribeiro

 

:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-

 

 

 Continuamos com o testemunho de José Manuel Noites

  

 

 por ter sido o orador que se seguiu

 

 

 

Família Salesiana dos anos 50

Aqui comecei  a estudar com ainda 6 anos em 1953 até 1959.

O ambiente de felicidade era sentido em todas as horas e em todos os dias da semana.

O bem-estar, traduzido na alegria, nos afectos e na amizade que se sentiam ao frequentar a “Escola dos Padres”, eram extraordinários.

 

Era a Sociedade da Alegria que D Bosco queria no seu ORATÓRIO .

Pertenci ao Círculo Domingos Sávio, organização para os AA mais novos, durante vários anos.

Pensando hoje no porquê de nos afeiçoarmos tanto à Escola, estou certo que era pelos valores que os Salesianos nos transmitiam .

É por isso que ainda agora muitos antigos alunos nos achamos com tanto direito de pertença à Obra Salesiana.

Os Salesianos mandaram-nos enfrentar a vida com o lema: sejam, Honestos Cidadãos e Bons Cristãos.

Vale referir que, à época, houve acontecimentos muito relevantes e marcantes.

Os Salesianos tinham chegado a Évora em 1926. Então, em 1951, festejaram-se os 25 anos.

 

Tinha-se Inaugurado o Campo de Futebol com bancadas... em 1952 ,creio.

Visitou-nos o Reitor Mor, D. Renatto Ziggiotti, VI Sucessor de D. Bosco, em 1953.

S. Domingos Sávio, que foi aluno no tempo de D. Bosco, foi canonizado em 1954 com apenas 15 anos.

S. João Bosco foi Canonizado em 1934. Logo em 1959 festejou-se o 25 º Aniversário da sua  Canonização,com a devida pompa por toda a  F S  do Oratório de S. José. E o que havia para dizer das Obras…

Mas também nos uniam acontecimentos , como o falecimento do  nosso Primeiro Benfeitor em 1955:

O Santo Arcebispo de Évora, D. Manuel Mendes da Conceição Santos, que foi quem trouxe os Salesianos para Évora.

 Hoje estamos aqui a celebrar e a agradecer ao NOSSO GRANDE BENFEITOR – SÃO JOAO BOSCO.

 Viva D. Bosco

 

JMCNoites

 

:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:- 

 

 

Seguimos com Rita Vicente

 

 

A antiga aluna que descreveu a década de oitenta do século passado

Há 25 anos, em Setembro de 1987 iniciei a minha vida escolar no Externato Oratório de S. José, onde estudei por 9 anos, embora a minha ligação com a família Salesiana tenha começado aos 3 anos no colégio de N.S. Auxiliadora.

Lembro-me do meu primeiro dia de aulas como se tivesse sido ontem, ao entrar pelo portão da escola deparei-me com um imenso espaço vazio, que me fez sentir ainda mais pequena, o pátio hoje é grande mas há 25 anos e sem o edifício novo construído era ainda maior.

Há medida que íamos avançando pelo pátio íamo-nos deparando com um edifício imponente que a mim me causava um misto de surpresa e medo por não saber o que me esperaria. Ao chegar à sala de aula que ficava no 1º andar

O Sr. Padre foi dizendo para que sala iriamos a mim calhou-me o 1ºA da professora Eduarda, alguns dos meus colegas vinham também do colégio de N.S. Auxiliadora o que serviu para atenuar o receio que sentira antes. Há medida que íamos fazendo uma visita guiada pela escola ia-se instalando uma enorme alegria e emoção. Com o passar do tempo fui gostando cada vez mais da escola e de nela estudar. Se no primeiro dia que lá entrei ela me pareceu enorme à medida que os meses iam passando o pátio tornava-se cada vez mais pequeno para tanta correria e brincadeira. Tantas são as recordações do tempo de escola mas há uma que se destaca no Inverno o pátio cria grandes poças de água e uma das nossas brincadeiras favoritas era chapinhar nessas poças e em seguida fugir dos ralhetes do Sr. Pe. Neto.

Nessa altura a escola apenas tinha até ao 6ºano o que levava a crer que no 7º ano teríamos que ir para outra escola, coisa que não me agradava. Ao ir para o 5º ano tudo era novamente diferente passava a ter aulas no rés-do-chão, ter vários professores e a ansiedade de dai a 2 anos ter de mudar de escola era cada vez maior.

Foi nesse mesmo ano que soube que a escola se prolongaria até ao 9º ano, noticia essa que me deixou estonteada de tanta felicidade. Recordo-me da colocação da 1ª pedra do novo edifício, no pátio, junto de onde seria contraído o novo edifício e, da alegria que todos sentimos ao assinarmos o documento que seria enterrado junto da mesma. Sentimo-nos importantes e sabíamos que fazíamos parte de tudo aquilo. Ao iniciarem as obras o nosso espaço foi diminuindo e íamo-nos sentindo “apertados” e com falta de espaço. Víamos a nova escola crescer de dia para dia e mal podíamos esperar por a estrearmos, pois tínhamos a honra de ser a primeira turma a ir para o 7º ano e por conseguinte ser os primeiros a terminar o 9º ano na escola, ficaríamos para a história da escola.

O Verão de 1993 foi passado com grande ansiedade, pois nesse ano iríamos para a escola nova, na realidade era apenas o passar de um edifício para outro mas  para nós era uma escola nova, moderna, muito diferente da antiga. E o primeiro dia de aulas foi como entrar na escola pela primeira vez novamente.
Ao passar para o 9º. ano instalou-se a ansiedade de ter que mudar de escola, e aí sabíamos que não tinhamos alternativa. O tempo ia passando e a tristeza ia-se instalando. Ao longo de todo esse ano fomos preparando a festa de final de ano, a viagem de finalistas a missa de benção das fitas e o baile. Recordo com saudade o último dia que entrei na nossa escola como aluna, foi o pensar que numca mais lá entraria como aluna.
Foi durante a década em que frequentei a escola, a década de 80, que a família Salesiana prestou homenagem ao fundador da Obra Salesiana, D. Bosco colocando o seu busto junto à Igreja de N.S. Auxiliadora, por altura da comemoração dos 50 anos da sua canonização.

Foi também prestada homenagem a dois grandes benfeitores do Colégio Salesiano de Évora, D. Manuel Mendes da Conceição Santos, Arcebispo de Évora.

e ao Engº. Vasco Maria Eugénio de Almeida, Conde de Vil`Alva.

É com bom grado que vejo que a escola continua a modernizar-se e a evoluir, embora os valores passados sejam os mesmos de há 25 anos, o carinho e amizade para com os alunos também é o mesmo.

 

Para mim esta foi e será sempre  a minha escola, aquela onde me foram transmitidos conhecimentos, valores e princípios que fizeram de mim a pessoa que hoje sou. Aqui conheci pessoas que ainda hoje são minhas amigas. É com orgulho que digo que pertenço à família salesiana.

 

Rita Vicente

 

:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-

 

Finalmente Madalena Perloiro,

 

 

 que encerrou os testemunhos de Antigos Alunos abrangendo as várias gerações  

 

A influência de D. Bosco na minha vida !

 

Eu sou a Madalena e dos 16 ano de vida que tenho 7 foram vividos com os ensinamentos de D. Bosco, a influência que este santo teve na minha vida foi muito significativa.

 

 

Antes de entrar na escola salesiana já tinha ouvido falar no lema "Bom cristão e honesto cidadão" e quando entrei na escola nunca consegui perceber muito bem o que é que isso significava pois ainda era muito pequenina...

 

Ao longo dos anos comecei a perceber o sentido dessa pequena frase e a partir desse momento, quando se fez um "clik" do porque ser um lema e ser tão essencial nunca mais me esqueci de levar para todo o lado, porque é mesmo fácil e prático.

A minha relação com D. Bosco foi crescendo com o meu crecimento também, os Bons Dias que no terceiro ano eram histórias sobre a vida de um rapaz que ajudava muito os meninos no oitavo ano já eram um exemplo de vida a seguir, as festas que no quarto ano eram uns dias ótimos para descansar das aulas e fazer uns jogos no nono ano começaram a ser um momento de agradecimento por tudo aquilo que o Santo dos jovens fez por mim e por todos nós...

 

Oa salesianos ajudaram-me a perceber muito acerca da felicidade, aprendi que só depois de fazer os outros felizes é que seremos verdadeiramente felizes e que para sermos santos basta sermos felizes.

 

Ao longo do meu percurso na escola tive a oportunidade de participar em várias iniciativas, umas de maiores dimensões e outras mais pequenas, mas aquela que mais me marcou foram as Jornadas Mundiais da Juventude. Houve um momento espetacular em que todos os jovens salesianos que participaram nas jornadas se encontraram e a madre superiora e o reitor mor falaram e disseram aquilo que eu estava mesmo a precisar de

ouvir, eu e provavelmente os outros 7 mil jovens de todo o mundo ali presentes, falaram no desejo de D. Bosco, no desejo de todos os jovens conecerem Jesus, e ali  naquele momento percebi que parte desse desejo estava realizado, estávamos ali mais de 7 mil jovens todos com a mesma intenção ser cada vez mais amigo de Jesus, encontrarmo-nos com Jesus. A Madre Superiora disse: "este encontro muda-nos, este encontro dá-nos paz, este encontro dá-nos uma alegria profunda, este encontro mundial faz-nos querer que a paz é possível construir no mundo porque o mundo somos nós e nós estamos a viver em amor. "Se alguma vez na vida tive dúvidas sobre a obra de D. Bosco naquele momento todas essas dúvidas desapareceram e percebi definitivamente o quanto foi importante D-. Bosco na vida dos jovens, e especialmente na minha.

Obrigada a todos aqueles que foram "D. Boscos" para mim, os professores, os Sr. Padres salesianos, os funcionários desta escola, todos aquelesque tiveram influência na altura da minha vida que passei pelos salesianos, continuem a marcar alunos e a ser marcados por eles porque nós alunos crescemos tornamo-nos "Bons Cristãos e honestos cidadãos" e o mesmo acontece com todos os que trabalham nesta casa salesiana.

 

Madalena Perloiro

 
 
:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-
 
Terminamos o que denominámos de Apontamento Final sobre a visita ou passagem das Relíquias de São João Bosco por Évora, afirmando que foi dos momentos mais importantes da minha vida e , ao mesmo tempo dizendo:
ARMANDO RIBEIRO
publicado por armandoribeiro às 16:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. PASSEIO-PEREGRINAÇÃO

. FARMÁCIAS DE SERVIÇO

. HORÁRIOS DAS FARMÁCIAS

. VOLEIBOL

. CONCERTOS DE INVERNO

. HORÁRIO DE MISSAS

. VIANA DO CASTELO

. VIAGEM LITERÁRIA

. JUDO EM VIANA DO CASTELO

. PEREGRINAÇÃO A FÁTIMA

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.contador

free counters

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds