Domingo, 23 de Agosto de 2009

EX-RESIDENTES EM MOÇAMBIQUE

 

 

25º. ENCONTRO CONVÍVIO -EX-RESIDENTES EM MOÇAMBIQUE

Vai realizar-se no dia 6 do próximo Mês de Setembro o 25º Encontro Convívio de Ex-Residentes em Moçambique, na Quinta dos Compadres em Viseu.

De salientar que o Convívio será em conjunto com os Amigos Ferroviários de Magude e Outros de Moçambique.

Após a Missa pelas 12 horas segue-se o almoço, cujo ementa é a seguinte:

APERITIVOS + Entradas Sem Dieta

QUENTES

  Creme Surpresa

   Bacalhau no Forno à Quinta dos Compadres

 

BEBIDAS

   Variadas e à descrição

 

BUFFET de Sobremesas e Bolo de Gelado

 

INSCRIÇÕES E CONTACTOS

Serafim de Sousa Rebelo

Rua da Cabrita, 37

Orgens

3510-674 - Viseu

 

Telefone - 232412847

Telemóvel - 967290667

 

A Comissão informa que o respectivo boletim de inscrição deverá enviado até ao próximo dia 31 acompanhado de cheque (cruzado) de acordo com os preços que se discriminam:

 

Crianças até 3 anos                                Grátis

Crianças de 3 a 10 anos                          15,00 Euros

Adultos                                                          30,00 Euros

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 19:00
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

PARÓQUIA DE SANTO ANTÃO - ÉVORA

A Paróquia de Santo Antão realizou de 18 a 25 do  passado Mês de Julho o  seu Passeio -Peregrinação à Suíça e ao Norte de Itália.

 

Foi considerado o melhor ou dos melhores dos que já foram  realizados pela Paróquia devido em grande parte a um  conjunto de circunstâncias e factores, desde a beleza natural  das Regiões visitadas às transformações feitas pelo Homem ao longo dos tempos. 

 Entre outros locais visitámos as Cidades de Zurich, Luzern, Bern, Gstaad, Montreux, Genéve, Aosta, Turim, Milão , Como, Vila Carlota e  Vila Bellágio.

O nível de  vida dos Países visitados é elevado,  pelo que  os preços são nalguns casos bastante altos, apesar de por todos os lados os saldos se apresentarem com percentagens que chegam a atingir  70%, mas que nem mesmo assim conseguem convencer as bolsas dos Turistas como verificámos em diversas sítios.

 Por isso as compras para  ofertas e as próprias recordações limitaram-se a pequenas compras, como não podia deixar de ser.

Foram muitos os sítios percorridos onde se observaram as mais belas paisagens, monumentos e curiosidades  que contribuíram para se  aumentarem os níveis de conhecimentos, até porque muitos dos locais eram desconhecidos por grande parte do grupo.

Como tem sido hábito a Rádio Telefonia do Alentejo

 efectuou diariamente em directo reportagens, pelo que esta crónica tem como objectivo dar a conhecer aos leitores do Diário do Sul o que foi o Passeio-Peregrinação da Paróquia onde se encontra sedeado o nosso Jornal e, ao mesmo tempo reavivar a memória dos ouvintes da RTA,  bem como dos participantes

Desta vez o Grupo utilizou como meios de transporte : Avião, Autocarro, Comboio, Barco e as  visitas Pedonais, o que para além de divertido permitiu um maior e melhor conhecimento dos diferentes locais que foram visitados.

Pouco passava das  4 horas  da madrugada do dia 11 de Julho

 quando o Grupo deixou Évora em direcção ao Aeroporto de Lisboa , tendo o tempo do percurso sido aproveitado para a recitação do Terço, para a  organização dar as boas vindas aos participantes e, recordar com saudade os que deixaram de fazer parte do Grupo por doença ou por já não fazerem parte do número dos vivos, tendo destes últimos sido recordados dois assíduos ouvintes das reportagens da RTA em anos anteriores; D. Maria Benedita Piçarra e José Eduardo Prates, falecidos este ano.

Em voo TAP  TP 920

 rumámos até Zurich onde à chegada fomos recebidos pela Guia Márcia e pelo motorista Fabi que nos acompanharam durante os oito dias do Passeio e, por uma chuva que terminouapós o almoço para satisfação do Grupo.

 

 

De tarde visitámos a Capital Financeira  e Industrial da Suíça  tendo o grupo conseguido compreender a importância de Zurich no contexto internacional, devido à forma como o experiente Guia tansmitiu as informações sobre a  Cidade do Rio Limmat.

A Cidade Velha, o Lago, a Igreja das Mulheres, O Museu, a Igreja de Maria, a Catedral e as Ruas Típicas mereceram atenção e curiosidade, bem como os Grandes Edifícios, Vivendas , Palácios,  as Sédes Bancárias e as Sédes de Seguros pelo que representam para a Cidade e para o País

 

         

 

De salientar também o local onde se realiza o Mercado de Flores numa das Típicas Ruas do Centro Histórico e, o facto de na Suíça muitas Igrejas se encontrarem sem imagens e fechadas ao culto católico, devido à revolução religiosa havida no seculo XVI (Protestantismo).

 No segundo dia depois da celebração da Eucaristia no Hotel  e após o pequeno almoço rumámos para Luzern onde nos foi proporcionada uma visita guiada aos principais pontos turísticos de que salientamos: Ponte da Capela eTorre de Água

com as pinturas que a decoram narrarem a história da Cidade.

A visita à Igreja Jesuita de São Francisco Xavier construída ente 1666 e 1673 em estilo barroco mereceu uma atenção especial.

 

 

 

 

                   

 

Também o  denominado Leão Moribundo  mereceu uma visita especial porque sendo um dos locais mais famosos do Mundo faz sempre parte dos itinerários turísticos, uma vez  que todos  pretendem admirar o monumento esculpido directamente na rocha viva em memória dos heróis Suíços.

 

Luzern uma linda Cidade que realiza anualmente cerca de oito dezenas de concertos musicais ganhou muito com a abetura do Tunel de Mont Blanc, sendo cada vez maior o número de turistas que a visitam.

Por todos os locais encontrámos Portugueses que fàcilmente nos identificavam porque como é habitual o grupo faz-se acompanhar pela Bandeira Nacional.

 

 

No alomço em Luzern; Noémia Campino, Armando Ribeiro e Ana Laranjo recordam tempos dos Bancos de Escola.

Depois  de almoço seguimos para Bern onde tivémos oportunidade de visitar Monumentos, Praças, lindas e grandes Arcadas, muitas Fontes e a Catedral de São Vicente com o seu deslumbrante  pórtico de estilo gótico moderno,

 

 

mas  que devido à reforma  religiosa é hoje protestante e sem possuir imagens.

O Relógio Astronómico construído entre 1527 e 1530 é o ponto turístico mais conhecido e o mais antigo espectáculo da Cidade.

A cada batida de hora, galos, bobos da corte e os ursos dançantes divertem as centenas de pessoas que se juntam para admirarem os movimentos dos figurantes que são postos em funcionamento 4 minutos antes de cada hora.

 Apesar de já em anos anteriores ter  assistido a espectáculos desta natureza o grupo foi surpreendido com o facto de ser efectuado mecanicamente ao contrário dos outros que o são por sistemas elécticos. 

Bern a Capital das Confederações Helvéticas tem  no turismo uma das suas maiores receitas,  atingindo anualmente cerca de cinco milhões os  visitantes da Cidade.

Em Bern também não foi esquecida a vitória do Benfica contra o Barcelona e, que lhe deu o primeiro título de campeão europeu.

(Costa Pereira, Coluna, Neto, Germano, José Augusto, Angelo, Mário João, Santana, Cruz, Cavém e José Águas).

 

No terceiro dia rumámos a Gstaad,

 a fim de tomarmos o Comboio Panorâmico da Suíça, tendo sido possível admirar uma linda região que culminou com a visita à Estância que apresenta um conjunto de  características habitações integradas a propósito  na espectacular beleza natural

 

Com Emigrantes 

 

 e que  só por si merece uma visita e permanência de alguns dias para repouso e recuperação de energias.

Contudo as melhores imagens estavam para surgir proporcionadas pela viagem até Montreux  no espectacular Golden Pass,

 sendo difícil descrever o que os olhos podem ver e admirar através das vidraças do extraordinário comboio panorâmico durante o trajecto, tendo consttuído por tudo isso um dos melhores dias do Passeio

             

 

Em Montreux  foi-nos servido o almoço num restaurante junto ao lindo e espectacular Lago

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

a que se seguiu , durante o tempo livre , um passeio  pelas suas  margens

 com vistas espectaculares  dignas de figurarem nos melhores albuns fotográficos,

pelo que as respectivas máquinas foram muito aproveitadas para o efeito.

Em Montreux não foram esquecidos os grandes feitos do hoquei em patins Poruguês tendo sido recordados nas conversas muitos hoquistas, desde os Irmãos Serpas ao Alentejano Livramento.

Depois rumámos até Genéve onde chegámos nessa tarde com tempo para começarmos a conhecer a Cidade que tem como um dos ex-libris o célebre Repucho  que atinge 140 metros de altura.

Em Genéve o jantar foi  servido num Restaurante Típico com Música tradicional Suíça

e, de cujo menú fez parte o célebre e característico fondue ( queijo fundido em vinho branco e condimentos que se come juntando pão cortado em pequenos quadrados)  uma especialidade da gastronomia helvética.

O quarto dia começou com a Eucaristia na Igreja de Notre Dame

 celebrada pelo Reitor de Santo Antão Cónego Manuel Maria Madureira da Silva a que se seguiu o pequeno almoço.

Depois  fizémos a visita com guia local à mais importante Cidade Suíça de lingua francesa situada a 373 metros do nivel do mar, onde admirámos entre outros locais e monumentos:

Os Palácios e Edifícios de mais de duas centenas de Organizações Internacionais na Cidade que é considerada a Capital do Mundo , que tem cerca de 185.000 habitantes e, que

 

recebe diariamnete cerca de 40% dos que trabalham em Genéve, devido à sua localização e aos preços das habitações.

Palácio da ONU,  da Cruz Vermelha, da OIT com as 192 bandeiras dos seus membros e do Vaticano, Org. Mundial de Saúde,  Unicef, Org. Mundial de Metereologia , do Comércio para além de outros Palácios e Edifícios são dignos de admiração.

O espectacular Passeio Marítimo junto ao Lago de Léman 

que percorremos após o jantar típico  é de uma grande beleza, tendo-nos chamado a atenção o local devidamente assinalado, a calçada em frente ao Hotel Beau Rivage, onde no Sábado de 10 de Setembro de 1898, foi assassinada Sissi.

 A Igreja de São Pedro, a Catedral totalmente vazia de imagens sob a qual se encontra o Museu de Arqueologia e, o  lindo Jardim com uma variedade de mais de 200 rosas mereceram  também a nossa atenção.

Depois de almoço e antes de seguirmos para Aosta através do Tunel de Mont Blanc, o tempo livre foi aproveitado para algumas compras e para comparação de preços, para além de se admirarem os vários modelos de relógios expostos em todas as montras da especialidade e, a grande variedade dos belos chocolates Suiços.

A passagem da Fronteira da Suíça com a Itália foi de paragem para  conferência e certificação da documentação da guia e do motorista pela Polícia, uma vez que para aquelas paragens não se brinca em serviço, como soe dizer-se,  tendo o Fábio sido inclusivamente sujeito a controlo de alcoolismo que como era de esperar dado o  seu profissionalismo deu resultado 0 (zero).

Ao terminarmos a visita à Suíça julgamos de interesse referir que percorremos planícies, vales e montanhas de uma beleza extraordinária

                 

 

 

 onde os diferentes verdes dos prados, dos milherais, dos vinhedos  e de toda uma diversificada vegetação bem como a  pastorícia dos bovinos e dos caprinos complementados pelos  telhados  especiais das habitações

preparados para susterem as neves nos Invernos mais ou menos rigorosos, fazem com que sejam para se recordarem por muitos  e muitos anos.

De salientar e como complemento que a Suíça por ter muitos Lagos  é o País com mais barcos por habitante apesar de não ter mar.

A passagem pelos Alpes e a travessia do Tunel

 foram outros dos momentos espectaculares

que nos foram proporcionados pela característica  paisagem;

 

montanhas,  vales e planícies que se completaram no Vale de Aosta  até chegarmos ao Hotel .

Aosta com cerca de 34.000 habitantes é a capital da região autónoma do Vale de Aosta que gosa de  estatuto especial perante o Governo Italiano.

 

No quinto dia depois da Eucaristia  no Hotel e, após o pequeno almoço  visitámos a Cidade de Aosta

que constituíu uma agradável surpresa para quem não conhecia aquela zona 

onde visitámos o Teatro, a Ponte Romana,

A Porta Pretoriana

  o Foro, a Catedral e a Colegiada, bem como as suas típicas ruas e vielas.

O almoço num típico e antigo restaurante

à entrada do Centro Histórico constituíu outro dos pontos altos ao ser comemorado o aniversário de Guilhermina Guiomar Heftlen,

uma das participantes que pela primeira vez fazia parte do grupo e, que sendo surpreendida com a festa que lhe foi dedicada , bem como pela entregade um simbólico cartão de parabéns, teve palavras de agradecimento que sensibilizaram os companheiros de passeio.

Seguiu-se o respectivo bolo acompanhado por um bom Asti  com o cantar dos parabéns depois de serem apagadas as velas que indicavam o número de anos comemorados.

Após o almoço seguimos em direcção ao Sul passando por belas paisagens até chegarmos a Turim onde no Hotel nos aguardava um  tradicional aperitivo que serviu para os primeiros contactos com a Cidade, que devido ao desastre de Superga

se encontra ligada a Portugal. nomeadamente ao Benfica porque  foi após o jogo de homenagem a Francisco Ferreira que o avião que transportava  a equipa do Torino se despenhou,

tendo sido por isso guardado durante a viagem um minuto de silêncio em sua memória.

O  sexto dia  dedicado à vertente religiosa começou com uma visita panorâmica, após o pequeno almoço, a fim de conhecermos Turim

além de ser a Capital da Região de Piemonte e uma das mais importantes de Itália.

 A visita à Igreja de São João Baptista onde se encontra o Santo Sudário constituíu um momento de muita reflexão e religiosidade pelo que o mesmo  representa para os Católicos apesar de todo o mistério  que o  envolve.

Seguiu-se a visita do museu do Santo Sudário que impressiona pela forma, imagens e documentos expostos.

O Santo Sudário é uma peça de linho que mostra a imagem de um homem que sofreu taumatismos físicos com a crucificação. Esteve guardado fora das vistas do público, na Cappella della Sacra Sindone do Palácio Real de Turim, desde 1578.

Pertence ao Vaticano desde 1983, depois de uma doação de proprietários da Casa de Sabóia.

 Quanto à autencidade da relíquia, a posição oficial da Igreja é a de que a resposta deve ser uma decisão pessoal do crente. João Paulo II confessou-se pessoalmente comovido e emocionado com a Imagem do Sudário, mas afirmou que uma vez que não se trata de uma questão de Fé, a Igreja não se pode pronunciar, ao mesmo tempo que convidou as Comunidades Científicas a continuar a investigação.

Depois de almoço rumámos para as Instalações Salesianas onde a Salesiana  Deborach Contratto nos esperava e, nos proporcionou uma visita à Basílica do Santuário de Maria Auxiliadora, diversas salas  e aposentos relacionados com Dom Bosco.

A visita agradou a todos, muito especialmente aos antigos alunos e antigas alunas que faziam parte do grupo,

( Armando Ribeiro, António Gonçalves, Olivari Fábio, Amarílio Canhoto, Francisco Grilo, Noémia Mertins Campino e Leonor Canhoto).

Os antigos alunos; Armando Ribeiro, António Gonçalves, Olivari Fabio, Amarílio Canhoto,Custódio Magueijo ( Oratoriano) e Francisco Grilo. 

Contudo a passagem junto ao túmulo e ao quarto de Dom Bosco foram vividos de um modo muito especial.

           

 

Durante a Eucaristia celebrada na Capela Pinardi  ao ser evocada  a vida de Dom Bosco por um antigo aluno 

e  a leitura do dia  a cargo de outro antigo aluno, fizeram com que surgisse na face de alguns  uma làgrima de emoção por se viver  tão feliz e importante acontecimento.

Afinal confirmando que a Capella Pinardi onde ao longo dos anos aconteceram tantas coisas  faz com que seja considerada  pelos Salesianos "O Tesouro da Sua Memória"

No final a fotografia junto da estátua de Dom Bosco no Patio do Colégio foi o culminar de um dia que por certo ficará na memória dos componentes do grupo.

Uma foto com a Guia Márcia Mota e o Motorista Olivari Fabio foi a minha última recordação

junto às Instalações Salesianas.

Depois o grupo seguiu para Milão a Capital de Itália onde nos esperava uma temperatura a rondar os 40º, que foi amenizada à hora de jantar quando uma grande chuvada desabou sobre a Capital da Região da Lombardia.

O sétimo dia tinha um itinerário bastante interessante pelo que foi com grande expectativa que depois da Eucaristia e do pequeno almoço rumámos para Como onde nos aguardava o guia  local que nos acompanhou durante todo o dia.

A expectativa aumentou desde  a chegada a Como onde a sua Catedral

impressionou e agradou ao mais exigente devido a toda a sua arquitectura e grandeza,

para além da  sua beleza .

Depois de uma pequena visita à Cidade de Como  o grupo dirigiu-se ao cais de embarque

 

 para iniciar  em barco privado destinado ao grupo um passeio no lago

que ultrapassou todas as expectativas pela beleza deslumbrante que a natureza  proporciona.

Se o passeio no comboio turístico entre Gstaad e Montreux tinha sido espectacular, este passeio quanto a nós foi ainda melhor pelas diferentes e espectaculares vistas que se podem admirar

desde Palácios, Vivendas, quedas de água,

bem como uma  vegetação

muita variada, onde a floricultura predomina com as diversas cores a transmitirem uma invulgar paisagem.

 Contemplar do Lago

a beleza espectacular da paisagem que o envolve representa um espectáculo que jamais será esquecido.

                        

 

Como estava previsto fizémos duas paragens, tendo sido a primeira em Vila Carlota

 que visitámos e muito admirámos

 

por que confirmou toda a beleza que se vislumbrava do barco  no lago de Como.

 

Regressando ao barco dirigimo-nos a Vila de Bellagio

 

Bellagio vendo-se ao fundo a Vila de Tremezzo

 onde almoçámos num restaurante

situado na rua princial da vila que é conhecida  pelas suas famosas fontes  a que se juntam  as caracteristicas ruas e ainda por todo um conjunto de edifícios que tornam o local dos mais aprazíveis para turistas e até para o descanso de um ano de trabalho para os que não gostam da solidão.

Após um tempo livre voltámos ao barco

para o regresso a Como pelo outro lado do Lago,

continuando o grupo a disfrutar de mais e espectaculares vistas que fizeram com que o tempo fosse pouco para as admirar mais porminorizadamente.

Com o fim do passeio de barco ficou para trás um dia memorável

e o regresso a Milão era aguardado com muito interese, principalmente o jantar, por contemplar outro dos pontos altos do Passeio.

O jantar constituíu como atrás dissémos um ponto alto do passeio por vários motivos relacionados com Euclides Coelho da Luz que comemorou mais um aniversário junto do Grupo,  tendo sido com muita emoção que a organização lhe  entregou um postal  e lhe dedicou algumas palavras,  a que o aniversariante na sua característica e forma especial de  agradecer conseguiu mais uma vez sensibilizar tudo e todos.

 Esta afirmação ficou bem patente quando foram cantados os parabéns a você,

acompanhados por palmas, depois  de ter apagado as velas,

 

O oitavo e último dia foi dedicado a Milão pelo que após o pequeno almoço fizémos a habitual visita panorâmica a que seguiram a Igreja de Santo Ambrósio,

o Castelo de Sforzesco

 

 

 

 

 

 

 

 antes de rumarmos para as célebres Ruas,  Avenidas e as bem conhecidas Galerias

 com as mais diversas lojas a fazerem  de Milão a Capital Comercial de Itália.

Percorrendo as Galerias fica-se na dúvida o que mais admirar se a sua beleza arquitectónica, a qualidade dos produtos  e marcas expostos,  a imagem produzida pelas pessoas  às compras ou os Turistas passeando e tirando fotografias para recordação.

Entretanto fomos visitar a espectacular Catedral de Milão

que impressiona pela sua grandeza e beleza o mais exigente turista quaisquer que seja a sua origem ou religião.

Mas,  se a Catedral só por si merece ser vista e recordada,

o que dizer quando cerca das 11,30 horas  o Reitor  de Santo Antão celebrou a Eucarístia na  sua Cripta,

porque a beleza da mesma, aliada  a uma interessante e santa homília  no seguimento das proferidas em dias anteriores, ficará para sempre nos nossos corações ao terminar da melhor forma um passeio tão rico em acontecimentos na vertente religiosa.

Por ser o último dia o tempo livre foi ocupado para mais uma espreitadela pelos muitos saldos com o fim de se conseguirem algumas recordações da  Cidade mais comercial de Itália.

Após o almoço  rumou -se ao Aeroporto de Malpensa para regressarmos a Portugal no voo TAP TP 805

 e, depois a Évora

onde os familiares aguardavam o grupo com a curiosidade de saberem em pormenor como tinha decorrido o Passeio- Peregrinação de 2009 e, ao mesmo tempo tomarem conhecimento que destino está reservado para o ano de 2010.

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 15:44
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

SONHO DE CRIANÇA

 (Texto publicado no Jornal Diário do Sul de 20 de Agosto de 2009)

 Ao fazer parte do grupo da Paróquia de Santo Antão no Passeio-Peregrinação à Suiça e Norte de Itália , realizei um dos meus sonhos de criança ao visitar as Instalações Salesianas em Turim.

 

Por isso, 23 de Julho de 2009 ficará com sendo um dia muito especial na minha vida, tendo inclusivamente a felicidade e a honra de ter evocado São João Bosco na Capela Pinardi  aquando da Eucaristia celebrada pelo Reitor da Paróquia de Santo Antão, Cónego Manuel Maria Madureira da Silva.

Neste contexto julgo de interesse divulgar  as palavras então proferidas, pelo que representam , em virtude de Évora se encontrar muito ligada aos Salesianos desde 1928.

,..............

 

"Faz hoje 145 anos que a Congregação Salesiana recebeu o primeiro reconhecimento da Santa Sé ( 23 de Julho de 1864) por Decreto de Louvor.

São João Bosco

nasceu a 16 de Agosto de 1815 no Colle dos Becchi, no Piemonte, uma Localidade junto de Castelnuovo d`Asti, que se designa actualmente por Castelnuovo Dom Bosco e, faleceu no dia 31 de Janeiro de 1888.

Por Sua  Santidade o Papa Pio XI foi beatificado no dia 2 de Junho de 1929 e, canonizado no dia 1 de Abril de 1934.

Desde pequeno que se sentiu impelido para o apostolado, pelo que liderava um grupo de colegas, uma vez que até era dotado por muita inteligência, memória, virtude e agilidade física nos jogos.

Também desde sempre que a sua paixão foi a educação dos jovens, missão baseada nos seus dotes humanos e sobrenaturais.

Organizava as brincadeiras, mas quando tocava o Sino levava o grupo à missa, a que todos assistiam, por aceitarem de bom agrado a forma de catequizar do que seria o Apóstolo da Juventude.

Exemplo aliás que em Évora foi seguido pelo Saudoso Padre Morais.

São João Bosco ou Dom Bosco para além de ser o Padroeiro dos jovens e dos aprendizes é uma Figura impar nos anais da Santidade, tendo sido escritor, pregador e fundador de duas Congregações Religiosas: Os Padres Salesianos a as Irmãs Filhas de Maria Auxiliadora, com as quais assegurou a continuidade da sua Obra.

A sua Co-Fundadora Santa Maria de Mazzarelo nasceu em Mornese no dia 9 de Maio de 1837.

Órfão de Pai desde os dois anos de idade, viveu e fez os primeiros estudos no meio de muito trabalho e dificuldades, tendo sido forçado a fazer diversos serviços para manter os estudos, desde costureiro, sapateiro, ferreiro e carpinteiro até estudar música.

Desde a infância que dizia "Quando crescer quero ser Sacerdote" para tomar conta dos meninos, por que são bons e, se há maus é por que não há quem cuide deles.

Por isso aos vinte anos ingressou no Seminário de Chiesio e, foi ordenado Sacerdote a 5 de Junho de 1841 pelo Bispo Luizi Fransoni.

Depois de ordenado transfere-se para Turim onde concretizou os seus sonhos, ao criar e desenvolver uma Obra que tanta falta fazia na Época e, que continua a ser necessária nos dias de hoje.

 Como pessoa inteligente que era, para além da sua dedicação, aprendeu diversos ofícios, desde alfaiate, ferreiro e tipógrafo a outros que, depois lhe serviram para ensinar e orientar os seus discípulos e, o âmbito social da Obra pode ser confirmado nos mais diversos e variados acontecimentos.

De entre esses escolhemos o que se encontra datado de 1852 e, que pode ser visto nas instalações  Salesianas de Turim, onde nos encontramos,; um dos primeiríssimos contractos de trabalho da história, assinado por quatro pessoas: dador do trabalho, jovem (rapaz), pai do jovem e pelo próprio Dom Bosco, facto que só por si testemunha o seu interesse no âmbito social da Obra.

São numerosos os peregrinos ou simples fiéis que param em reflexão e, em oração silenciosa diante da urna de Dom Bosco no Santuário de Maria Auxiliadora onde nos encontramos e, com o fizémos há pouco.

Os pais para recomendarem os seus filhos ao Grande Santo da Juventude, por sua vez os antigos alunos e antigas alunas, jovens ou menos jovens para implorarem ao seu Patrono o presente e o futuro.

Toda a sua Obra que continua a ser das melhores em todas as vertentes, nomeadamente na Educação da Juventude que tal como o Santo Mestre e Pai da Juventude dizia terá que se basear na Razão, na Religião e na Bondade.

As frases e palavras célebres que usava no trato com todos continuam actuais e ricas de sabedoria, apesar de terem sido criadas no Sec. XIX.

Por tudo isto espero que as Congregações Salesianas prossigam a sua Missão de Educação em Todo o Mundo para bem da Sociedade em que vivemos, uma vez que se encontram espalhadas em todos os Continentes.

Foram muitos os Sonhos de Dom Bosco, pelo que como Antigo Aluno Salesiano também neste dia concretizei um dos meus sonhos e, por felicidade no dia em que se comemoram os 145 anos do primeiro reconhecimento da Congregação Salesiana pela Santa Sé.

 Para finalizar termino com  o "Lema dos Salesianos" para este ano de 2009:

"Empenhamo-nos em fazer da Família Salesiana um vasto movimento de pessoas para salvação dos jovens"

Por isso imploramos a Deus que assim seja." -

....

Ao finalizar esta crónica digo ainda que o passado dia 23 de Julho foi muito especial para mim  por ter concretizado um sonho de criança no ano em que se comemoram os 150 anos da Fundação da Congregação Salesiana e na data em que se comemoraram 145 anos do seu reconhecimento pela Santa Sé.

Para além disso e, por coincidência ou ironia do destino durante a evocação da Vida de São João Bosco ouviram-se os sinos da Basílica do Santuário de Maria Auxiliadora, que me fizeram recordar uma das frases célebres de Dom Bosco quando dizia "sigam  os meus conselhos e sereis recompensados"

 

ARMANDO RIBEIRO

 

publicado por armandoribeiro às 08:27
link do post | comentar | favorito
|

PASSEIO ANUAL DA PARÓQUIA DE SANTO ANTÃO

 (TEXTO PUBLICADO NO JORNAL DIÁRIO DO SUL DE 18 DE AGOSTO DE 2009)

A Paróquia de Santo Antão realizou de 18 a 25 do  passado Mês de Julho o  seu Passeio -Peregrinação à Suíça e ao Norte de Itália.

Foi considerado o melhor ou dos melhores dos que já foram  realizados pela Paróquia devido em grande parte a um  conjunto de circunstâncias e factores, desde a beleza natural  das Regiões visitadas às transformações feitas pelo Homem ao longo dos tempos. 

 Entre outros locais visitámos as Cidades de Zurich, Luzern, Bern, Gstaad, Montreux, Genéve, Aosta, Turim, Milão , Como, Vila Carlota e  Vila Bellágio.

O nível de  vida dos Países visitados é elevado,  pelo que  os preços são nalguns casos bastante altos, apesar de por todos os lados os saldos se apresentarem com percentagens que chegam a atingir  70%, mas que nem mesmo assim conseguem convencer as bolsas dos Turistas como verificámos em diversas sítios.

 Por isso as compras para  ofertas e as próprias recordações limitaram-se a pequenas compras, como não podia deixar de ser.

Foram muitos os sítios percorridos onde se observaram as mais belas paisagens, monumentos e curiosidades  que contribuíram para se  aumentarem os níveis de conhecimentos, até porque muitos dos locais eram desconhecidos por grande parte do grupo.

Como tem sido hábito a Rádio Telefonia do Alentejo efectuou diariamente em directo reportagens, pelo que esta crónica tem como objectivo dar a conhecer aos leitores do Diário do Sul o que foi o Passeio-Peregrinação da Paróquia onde se encontra sedeado o nosso Jornal e, ao mesmo tempo reavivar a memória dos ouvintes da RTA,  bem como dos participantes

Desta vez o Grupo utilizou como meios de transporte : Avião, Autocarro, Comboio, Barco e as  visitas Pedonais, o que para além de divertido permitiu um maior e melhor conhecimento dos diferentes locais que foram visitados.

Pouco passava das  4 horas  da madrugada do dia 11 de Julho quando o Grupo deixou Évora em direcção ao Aeroporto de Lisboa , tendo o tempo do percurso sido aproveitado para a recitação do Terço, para a  organização dar as boas vindas aos participantes e, recordar com saudade os que deixaram de fazer parte do Grupo por doença ou por já não fazerem parte do número dos vivos, tendo destes últimos sido recordados dois assíduos ouvintes das reportagens da RTA em anos anteriores; D. Maria Benedita Piçarra e José Eduardo Prates, falecidos este ano.

Em voo TAP rumámos até Zurich onde à chegada fomos recebidos pela Guia que nos acompanhou durante os oito dias do Passeio e por uma chuva que terminou  após o almoço

para satisfação do grupo.

De tarde visitámos a Capital Financeira  e Industrial da Suíça  tendo o grupo conseguido compreender a importância de Zurique no contexto internacional, devido à forma como o experiente Guia tansmitiu as informações sobre a  Cidade do Rio Limmat.

A Cidade Velha, o Lago, a Igreja das Mulheres, O Museu, a Igreja de Maria, a Catedral e as Ruas Típicas mereceram atenção e curiosidade, bem como os Grandes Edifícios, Vivendas , Palácios,  as Sédes Bancárias e as Sédes de Seguros pelo que representam para a Cidade e para o País.

De salientar também o local onde se realiza o Mercado de Flores numa das Típicas Ruas do Centro Histórico e, o facto de na Suíça muitas Igrejas se encontrarem sem imagens e fechadas ao culto católico, devido à revolução religiosa havida no seculo XVI (Protestantismo).

 No segundo dia depois da celebração da Eucaristia no Hotel  e após o pequeno almoço rumámos para Luzern onde nos foi proporcionada uma visita guiada aos principais pontos turísticos de que salientamos: Ponte da Capela, Torre de Água com as pinturas que a decoram narrarem a história da Cidade.

A visita à Igreja Jesuita de São Francisco Xavier construída ente 1666 e 1673 em estilo barroco mereceu uma atenção especial.

Também o  denominado Leão Moribundo  mereceu uma visita especial porque sendo um dos locais mais famosos do Mundo faz sempre parte dos itinerários turísticos, uma vez  que todos  pretendem admirar o monumento esculpido directamente na rocha viva em memória dos heróis Suíços.

 

Luzern uma linda Cidade que realiza anualmente cerca de oito dezenas de concertos musicais ganhou muito com a abetura do Tunel de Mont Blanc, sendo cada vez maior o número de turistas que a visitam.

Por todos os locais encontrámos Portugueses que fàcilmente nos identificavam porque como é habitual o grupo faz-se acompanhar pela Bandeira Nacional.

Depois de almoço seguimos para Bern onde tivémos oportunidade de visitar Monumentos, Praças, lindas e grandes Arcadas, muitas Fontes e a Catedral de São Vicente com o seu deslumbrante pórtico de estilo gótico moderno, mas  que devido à reforma  religiosa é hoje protestante e sem possuir imagens.

O Relógio Astronómico construído entre 1527 e 1530 é o ponto turístico mais conhecido e o mais antigo espectáculo da Cidade.

A cada batida de hora, galos, bobos da corte e os ursos dançantes divertem as centenas de pessoas que se juntam para admirarem os movimentos dos figurantes que são postos em funcionamento 4 minutos antes de cada hora.

 Apesar de já em anos anteriores ter  assistido a espectáculos desta natureza o grupo foi surpreendido com o facto de ser efectuado mecanicamente ao contrário dos outros que o são por sistemas elécticos. 

Bern a Capital das Confederações Helvéticas tem  no turismo uma das suas maiores receitas,  atingindo anualmente cerca de cinco milhões os  visitantes da Cidade.

Em Bern também não foi esquecida a vitória do Benfica contra o Barcelona e, que lhe deu o primeiro título de campeão europeu.

No terceiro dia rumámos a Gstaad, a fim de tomarmos o comboio panorâmico da Suíça, tendo sido possível admirar uma linda região que culminou com a visita à Estância que apresenta um conjunto de  características habitações integradas a propósito  na espectacular beleza natural  e que  só por si merece uma visita e permanência de alguns dias para repouso e recuperação de energias.

Contudo as melhores imagens estavam para surgir proporcionadas pela viagem até Montreux  no espectacular Golden Pass,

 sendo difícil descrever o que os olhos podem ver e admirar através das vidraças do extraordinário comboio panorâmico durante o trajecto, tendo consttuído por tudo isso um dos melhores dias do Passeio.

Em Montreux  foi-nos servido o almoço num restaurante junto ao lindo e espectacular Lago a que se seguiu , durante o tempo livre , um passeio  pelas suas  margens com vistas espectaculares  dignas de figurarem nos melhores albuns fotográficos, pelo que as respectivas máquinas foram muito aproveitadas para o efeito.

Em Montreux não foram esquecidos os grandes feitos do hoquei em patins Poruguês tendo sido recordados nas conversas muitos hoquistas, desde os Irmãos Serpas ao Alentejano Livramento.

Depois rumámos até Genéve onde chegámos nessa tarde com tempo para começarmos a conhecer a Cidade que tem como um dos ex-libris o célebre Repucho no que atinge 140 metros de altura.

Em Genéve o jantar foi  servido num Restaurante Típico com Música tradicional Suíça e, de cujo menú fez parte o célebre e característico fondue ( queijo fundido em vinho branco e condimentos que se come juntando pão cortado em pequenos quadrados)  uma especialidade da gastronomia helvética.

O quarto dia começou com a Eucaristia na Igreja de Notre Dame celebrada pelo Reitor de Santo Antão Cónego Manuel Maria Madureira da Silva a que se seguiu o pequeno almoço.

Depois  fizémos a visita com guia local à mais importante Cidade Suíça de lingua francesa situada a 373 metros do nivel do mar, onde admirámos entre outros locais e monumentos: Os Palácios e Edifícios de mais de duas centenas de Organizações Internacionais na Cidade que é considerada a Capital do Mundo , que tem cerca de 185.000 habitantes e, que recebe diàriamente  cerca de 40% dos que trabalham em Genéve, devido à sua localização e claro dos preços das habitações.

Palácio da ONU,  da Cruz Vermelha, da OIT com as 192 bandeiras dos seus membros e do Vaticano, Org. Mundial de Saúde,  Unicef, Org. Mundial de Metereologia , do Comércio para além de outros Palácios e Edifícios são dignos de admiração.

O espectacular Passeio Marítimo junto ao Lago de Léman que percorremos após o jantar típico  é de uma grande beleza, tendo-nos chamado a atenção o local devidamente assinalado, a calçada em frente ao Hotel Beau Rivage, onde no Sábado de 10 de Setembro de 1898, foi assassinada Sissi.

 A Igreja de São Pedro, a Catedral totalmente vazia de imagens sob a qual se encontra o Museu de Arqueologia e, o  lindo Jardim com uma variedade de mais de 200 rosas mereceram  também a nossa atenção.

Depois de almoço e antes de seguirmos para Aosta através do Tunel de Mont Blanc, o tempo livre foi aproveitado para algumas compras e para comparação de preços, para além de se admirarem os vários modelos de relógios expostos em todas as montras da especialidade e, a grande variedade dos belos chocolates Suiços.

A passagem da Fronteira da Suíça com a Itália foi de paragem para  conferência e certificação da documentação da guia e do motorista pela Polícia, uma vez que para aquelas paragens não se brinca em serviço, como soe dizer-se,  tendo o Fábio sido inclusivamente sujeito a controlo de alcoolismo que como era de esperar dado o  seu profissionalismo deu resultado 0 (zero).

Ao terminarmos a visita à Suíça julgamos de interesse referir que percorremos planícies, vales e montanhas de uma beleza extraordinária onde os diferentes verdes dos prados, dos milherais, dos vinhedos  e de toda uma diversificada vegetação bem como a  pastorícia dos bovinos e dos caprinos complementados pelos  telhados  especiais das habitações preparados para susterem as neves nos Invernos mais ou menos rigorosos, fazem com que sejam para se recordarem por muitos  e muitos anos.

De salientar e como complemento que a Suíça por ter muitos Lagos  é o País com mais barcos por habitante apesar de não ter mar.

A passagem pelos Alpes e a travessia do Tunel foram outros dos momentos espectaculares

que nos foram proporcionados pela característica  paisagem; montanhas,  vales e planícies que se completaram no Vale de Aosta  até chegarmos ao Hotel .

Aosta com cerca de 34.000 habitantes é a capital da região autónoma do Vale de Aosta que gosa de  estatuto especial perante o Governo Italiano.

No quinto dia depois da Eucaristia  no Hotel e, após o pequeno almoço  visitámos a Cidade de Aosta que constituíu uma agradável surpresa para quem não conhecia aquela zona onde visitámos o Teatro, a Ponte Romana, a Porta Pretoriana, o Foro, a Catedral e a Colegiada, bem como as suas típicas ruas e vielas.

O almoço num típico e antigo restaurante à entrada do Centro Histórico constituíu outro dos pontos altos ao ser comemorado o aniversário de Guilhermina Guiomar Heftlen,  uma das participantes que pela primeira vez fazia parte do grupo e, que sendo surpreendida com a festa que lhe foi dedicada, bem como pela  entrega de um simbólico cartão de parabéns, teve palavras de agradecimento que sensibilizaram os companheiros de passeio.

Seguiu-se o respectivo bolo acompanhado por um bom Asti  com o cantar dos parabéns depois de serem apagadas as velas que indicavam o número de anos comemorados.

Após o almoço seguimos em direcção ao Sul passando por belas paisagens até chegarmos a Turim onde no Hotel nos aguardava um  tradicional aperitivo que serviu para os primeiros contactos com a Cidade, que devido ao desastre de Superga se encontra ligada a Portugal. nomeadamente ao Benfica porque  foi após o jogo de homenagem a Francisco Ferreira que o avião que transportava  a equipa do Torino se despenhou, tendo sido por isso guardado durante a viagem um minuto de silêncio em sua memória.

O  sexto dia  dedicado à vertente religiosa começou com uma visita panorâmica, após o pequeno almoço, a fim de conhecermos Turim também conhecida por Capital do Automóvel, para além de ser a Capital da Região de Piemonte e uma das mais importantes de Itália.

 A visita à Igreja de São João Baptista onde se encontra o Santo Sudário constituíu um momento de muita reflexão e religiosidade pelo que o mesmo  representa para os Católicos apesar de todo o mistério  que o  envolve.

Seguiu-se a visita do museu do Santo Sudário que impressiona pela forma, imagens e documentos expostos.

O Santo Sudário é uma peça de linho que mostra a imagem de um homem que sofreu taumatismos físicos com a crucificação. Esteve guardado fora das vistas do público, na Cappella della Sacra Sindone do Palácio Real de Turim, desde 1578.

Pertence ao Vaticano desde 1983, depois de uma doação de proprietários da Casa de Sabóia.

 Quanto à autencidade da relíquia, a posição oficial da Igreja é a de que a resposta deve ser uma decisão pessoal do crente. João Paulo II confessou-se pessoalmente comovido e emocionado com a Imagem do Sudário, mas afirmou que uma vez que não se trata de uma questão de Fé, a Igreja não se pode pronunciar, ao mesmo tempo que convidou as Comunidades Científicas a continuar a investigação.

Depois de almoço rumámos para as Instalações Salesianas onde a Salesiana  Deborach Contratto nos esperava e, nos proporcionou uma visita à Basílica do Santuário de Maria Auxiliadora, diversas salas  e aposentos relacionados com Dom Bosco.

A visita agradou a todos, muito especialmente aos antigos alunos e antigas alunas que faziam parte do grupo,

( Armando Ribeiro, António Gonçalves, Olivari Fábio, Amarílio Canhoto, Francisco Grilo, Noémia Mertins Campino e Leonor Canhoto).

Contudo a passagem junto ao túmulo e ao quarto de Dom Bosco foram vividos de uma forma muito especial.

Durante a Eucaristia celebrada na Capela Pinardi  ao ser evocada  a vida de Dom Bosco por um antigo aluno e  a leitura do dia  a cargo de outro antigo aluno, fizeram com que surgisse na face de alguns  uma làgrima de emoção por se viver  tão feliz e importante acontecimento.

Afinal confirmando que a Capella Pinardi onde ao longo dos anos aconteceram tantas coisas  faz com que seja considerada  pelos Salesianos "O Tesouro da Sua Memória"

No final a fotografia junto da estátua de Dom Bosco no Patio do Colégio foi o culminar de um dia que por certo ficará na memória dos componentes do grupo.

 Depois o grupo seguiu para Milão a Capital de Itália onde nos esperava uma temperatura a rondar os 40º graus, que foi amenizada à hora de jantar quando uma grande chuvada desabou sobre a Capital da Região da Lombardia.

O sétimo dia tinha um itinerário bastante interessante pelo que foi com grande expectativa que depois da Eucaristia e do pequeno almoço rumámos para Como onde nos aguardava o guia  local que nos acompanhou durante todo o dia.

A expectativa aumentou desde  a chegada a Como onde a sua Catedral impressionou e agradou ao mais exigente devido a toda a sua arquitectura e grandeza, para além da  sua beleza .

Depois de uma pequena visita à Cidade de Como  o grupo dirigiu-se ao cais de embarque para iniciar  em barco privado destinado ao grupo um passeio no lago que ultrapassou todas as expectativas pela beleza deslumbrante que a natureza  proporciona.

Se o passeio no comboio turístico entre Gstaad e Montreux tinha sido espectacular, este passeio quanto a nós foi ainda melhor pelas diferentes e espectaculares vistas que se podem admirar desde Palácios, Vivendas, quedas de água, bem como uma  vegetação

muita variada, onde a floricultura predomina com as diversas cores a transmitirem uma invulgar paisagem.

Contemplar do Lago a beleza espectacular da paisagem que o envolve representa um espectáculo que jamais será esquecido.

Como estava previsto fizémos duas paragens, tendo sido a primeira em Vila Carlota que visitámos e muito admirámos por que confirmou toda a beleza que se vislumbrava do barco  no lago de como.

Regressando ao barco dirigimo-nos a Vila de Bellagio onde almoçámos num restaurante situado na rua princial da vila que é conhecida  pelas suas famosas fontes  a que se juntam  as caracteristicas ruas e ainda por todo um conjunto de edifícios que tornam o local dos mais aprazíveis para turistas e até para o descanso de um ano de trabalho para os que não gostam da solidão.

Após um tempo livre voltámos ao barco para o regresso a Como pelo outro lado do Lago, continuando o grupo a disfrutar de mais e espectaculares vistas que fizeram com que o tempo fosse pouco para as admirar mais porminorizadamente.

Com o fim do passeio de barco ficou para trás um dia memorável e o regresso a Milão era aguardado com muito interese, principalmente o jantar, por contemplar outro dos pontos altos do Passeio.

O jantar constituíu como atrás dissémos um ponto alto do passeio por vários motivos relacionados com Euclides Coelho da Luz que comemorou mais um aniversário junto do Grupo,  tendo sido com muita emoção que a organização lhe  entregou um postal  e lhe dedicou algumas palavras,  a que o aniversariante na sua característica e forma especial de  agradecer conseguiu mais uma vez sensibilizar tudo e todos.

 Esta afirmação ficou bem patente quando foram cantados os parabéns a você,

acompanhados por palmas, depois  de ter apagado as velas, antes de se apreciar a qualidade do bolo e do Asti Italiano.

O oitavo e último dia foi dedicado a Milão pelo que após o pequeno almoço fizémos a habitual visita panorâmica a que seguiram a Igreja de Santo Ambrósio, o Castelo de Sforzesco antes de rumarmos para as célebres Ruas,  Avenidas e as bem conhecidas Galerias com as mais diversas lojas a fazerem  de Milão a Capital Comercial de Itália.

Percorrendo as Galerias fica-se na dúvida o que mais admirar se a sua beleza arquitectónica, a qualidade dos produtos  e marcas expostos,  a imagem produzida pelas pessoas  às compras ou os Turistas passeando e tirando fotografias para recordação.

Entretanto fomos visitar a espectacular Catedral de Milão que impressiona pela sua grandeza e beleza o mais exigente turista quaisquer que seja a sua origem ou religião.

Mas,  se a Catedral só por si merece ser vista e recordada, o que dizer quando cerca das 11,30 horas  o Reitor  de Santo Antão celebrou a Eucarístia na  sua Cripta, porque  a beleza da mesma, aliada  a uma interessante e santa homília  no seguimento das proferidas em dias anteriores, ficará para sempre nos nossos corações ao terminar da melhor forma um passeio tão rico em acontecimentos na vertente religiosa.

Por ser o último dia o tempo livre foi ocupado para mais uma espreitadela pelos muitos saldos com o fim de se conseguirem algumas recordações da  Cidade mais comercial de Itália.

Após o almoço  rumou -se ao Aeroporto de Malpensa para regressarmos a Portugal e, depois a Évora onde os familiares aguardavam o grupo com a curiosidade de saberem em pormenor como tinha decorrido o Passeio- Peregrinação de 2009 e, ao mesmo tempo tomarem conhecimento que destino está reservado para o ano de 2010.

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 08:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. PASSEIO-PEREGRINAÇÃO

. FARMÁCIAS DE SERVIÇO

. HORÁRIOS DAS FARMÁCIAS

. VOLEIBOL

. CONCERTOS DE INVERNO

. HORÁRIO DE MISSAS

. VIANA DO CASTELO

. VIAGEM LITERÁRIA

. JUDO EM VIANA DO CASTELO

. PEREGRINAÇÃO A FÁTIMA

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.contador

free counters

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds